Psicopatia, 4 coisas que você deve saber sobre isso

Psicopatas

psicopatia

Psicopatas sentem prazer em causar dor e sofrimento, principalmente o sofrimento psicológico. Saiba mais sobre a psicopatia.

São inteligentes

Na verdade os psicopatas não são tão inteligentes como erradamente se apregoa.

O que ocorre é que eles raciocinam sem utilizar a emoção e isso torna o seu pensamento aparentemente mais racional e consequentemente mais contundente quando querem magoar ou subtrair algo de alguém.

Mas não é nada disso, eles tem dificuldade em aprender com os próprios erros (coisa básica) e os cometem repetidas vezes, sob o argumento “desta vez vai dar certo”, baseados apenas na esperança, como num jogo de cartas.

Deficiente físico

Não podem ser considerados deficientes físicos, pois as estruturas de seus cérebros estão perfeitas. Eles são iguais a quaisquer outro ser humano.

A pequena diferença, que faz toda a diferença, é que essas áreas não se comunicam entre si da mesma forma como se comunicam nos demais seres humanos. Por isso a necessidade de testes especiais (escala Robert Hare), especialista em psicopatia) para se medir o grau de psicopatia.

Exames

Algumas pessoas confundem testes com exames. Se assim o fosse bastaria fazer o exame no nascimento de uma criança e pronto, está diagnosticada a psicopatia.

A coisa não é bem assim. Por isso é que você não pode internar um psicopata sob a alegação de psicopatia (no Canadá isso já é possível), não existem exames que comprovem essa situação.

Doença

Eles apresentam sim, certa dificuldade de manifestar empatia nos testes especiais que lhes são apresentados. Mas, isso não pode ser considerado doença, pois os psicopatas não sentem dor física por essa condição , nem desconforto, não morrerão por causa disso e estão aptos a executar as funções normais do dia a dia, como qualquer outro ser humano.

Não existe ainda um código CID ( Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde) para esse tipo de comportamento.

Baseado nisso, eles só podem ser retirados da sociedade quando cometem algum ato criminoso.

“Um psicopata integrado se apresenta diante de todo o mundo como uma pessoa encantadora e maravilhosa, dotada de uma imagem pública impecável, mas ele é “um ser sem emoção, sem empatia e sem a capacidade de redirecionar seu comportamento, de modo que ter como companheiro(a) um indivíduo deste tipo pode ser a maior experiência de vitimização neste mundo”, ressaltou Iñaki Piñuel, professor da Universidade de Alcalá de Henares .(traduzido)
Fonte: www.20minutos.es

Leitura Recomendada para saber mais sobre psicopatia.

Link para a compra do Livro Mentes Perigosas


Mentes Perigosas – O psicopata mora ao lado” A autora do livro é a Psiquiatra, drª Ana Beatriz Barbosa da Silva. Ela é referência em sua área de estudo, tornando-se presença constante na mídia, em especial na TV, com participações nos ‘Programa do Jô’, ‘Altas Horas’ e ‘Mais Você’, entre outros.

Em seus estudos ela mostra que os psicopatas são frios, calculistas e insensíveis à dor alheia. Segundo essa especialista os psicopatas são muito mais numerosos do que se supõe. São homens e mulheres de todas as idades, classes sociais, raças e religiões e podem passar a vida toda sem ser desmascarados.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *